Gastronomia 4 de novembro de 2015
Tacacá da Dona Maria é referência em Belém

Ir à Belém e não provar o Tacacá da Dona Maria é como ir à Salvador e não comer o Acarajé de Cira: um desperdício de viagem.

BELEM_MATERIA_Tacaca_da_Dona_Maria_EDITADA

De origem indígena, o tacacá é uma espécie de sopa rala e bem temperada típica da região amazônica, que leva cebola, alho, coentro do norte, coentro, cebolinha, sal, pimenta e um caldo amarelado chamado tucupi, feito a partir da massa ralada da mandioca, assim como a goma da tapioca, que pode ser ou não adicionada ao caldo. Tudo é servido em uma cuia, com camarão seco e jambu.

Mas não pense que é só pedir e sair tomando, há uma técnica para consumir o tacacá: primeiro, sorva o caldinho (tucupi) levando os lábios até a cuia e só depois experimente a folha de jambu que adormece a ponta da língua. Para comer o camarão ou o jambu, um palitinho de madeira ajuda.

Usualmente uma refeição de fim de tarde, espécie de aperitivo ao jantar, é comum encontrar paraenses nas ruas em frente às tradicionais tacacazeiras, mesmo em pleno calorão de Belém. Ao provar o sabor exótico, você vai entender por que esse tradicional prato da culinária da região amazônica faz tanto sucesso: é uma delícia.

Localizado em frente ao Colégio Nazaré, o Tacacá da Dona Maria é bem simples e oferece outras iguarias como o vatapá, a rosquinha de tapioca, a cocada de cupuaçu e o bolo de macaxeira. E depois de tantas calorias de felicidade, aproveite para se exercitar visitando a Basílica de Nazaré e o Museu Paraense Emílio Goeldi, que tal?


TACACÁ DA DONA MARIA

End.: Rua Visconde de Souza Franco esquina com João Balbi

Tel.: (91) 3222-3574