Dicas 11 de junho de 2015
Praia de Paripueira é paraíso de piscinas naturais e águas mornas

ARACAJU_MATERIA_Pitu_com_Pirao_da_Eliane_EDITADA_shutterstock_100217480

Coisa boa… Você trabalhou a semana inteira e justo sexta-feira marcaram aquela reunião em Maceió? Sorte sua. Aproveite o fim de semana e vá conhecer a Praia de Paripueiras.

Paripueira faz jus à origem tupi de seu nome, “Pari” (águas) e “pueira” (mansas). Neste pequeno e charmoso município da Região Metropolitana, apenas 28 quilômetros de Maceió, você vai encontrar aquela praia de cartão-postal que só acredita vendo. Pois vai ver.

Famosa por suas piscinas naturais (que se formam quando a maré baixa e bancos de areia represam a água límpida) é ponto ideal para mergulhos e o dolce far niente. O local é de fácil acesso por lanchas e catamarãs que você negocia na praia. O percurso leva entre 15 e 20 minutos, mas você pode ficar mergulhando por até duas horas por lá. E, contratando extra, fotógrafos submarinos de plantão tiram fotos suas entre os arrecifes de corais, que tal?

Mas quando sair da água vai bater uma fome danada. O que fazer? Há poucas (e boas) opções de restaurante. O Mar e Cia, um dos mais concorridos, além das delícias da culinária nordestina, oferece danças típicas e apresentações culturais no fim de tarde (há cobrança de couvert artístico). Tem parquinho e ótima estrutura para as crianças. Ali você poderá também agendar seus passeios.

Mais adiante, caminhando pela praia ao longo de uns 300 metros à esquerda, está a barraca do Osvaldo. Comida caseira, preço justo, atendimento amigável. E o marzão sem fim para curtir como vista. Ai, ai…