Roteiros 1 de julho de 2014
Metais e minerais revestidos de arte: explore a riqueza histórica de Minas Gerais

Você já parou para se perguntar de onde surgiu o nome “Minas Gerais”? Essa resposta, e muitas outras curiosidades você encontra ao passear pelo Circuito Cultural Praça da Liberdade, em Belo Horizonte. O ambiente configura o maior conjunto integrado de cultura do país, e nasceu da parceria entre Governo do Estado e Secretaria de Cultura. Selecionamos três pontos superinteressantes, com acesso gratuito, para você conhecer mais, da, sem trocadilhos, rica história dessas minas.

 

MUSEU DAS MINAS E DO METAL

149

Que tal descer até 2450 metros de profundidade em um elevador virtual, na companhia de, nada mais nada menos que DomPedro II e a Imperatriz Teresa Cristina para conhecer a Mina de Morro Velho? Essa é só uma das opções disponíveis, encontradas em uma das 18 salas do Museu das Minas e do Metal, também conhecido como “Prédio Rosa”, que dá ao visitante uma percepção histórica da metalurgia e mineração.

São 11 instalações, em meio as 44 atrações sobre o tema, para falar sobre as minas mais importantes do Estado. Mais apropriado, impossível, já que estamos, literalmente, falando de “Minas Gerais”. A visita torna-se uma excelente oportunidade para “escavar visualmente” o universo dos minerais e metais, dentro do prédio edificado em 1895, mas inaugurado junto com a capital em 1897, com sua arquitetura de traços neoclássicos franceses. O local já serviu de sede para a Secretaria do Interior e a Secretaria de Educação, e foi tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais.

Praça da Liberdade, s/nº.
Telefone: (31) 3516-7200
Aberto de terça a domingo, de 12h às 18h. Quintas, de 12h às 22h.

144

 

MUSEU MINEIRO

PRÉDIOS QUE COMPÕE O CIRCUITO CULTURAL PRAÇA DA LIBEERDADE - 2013

Um ótimo lugar para você entender a história da cultura em Minas Gerais. Sob a gestão da Superintendência de Museus e Artes Visuais da Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais, o Museu Mineiro é importantíssimo para a história local a começar pelo prédio. O local já sediou o Senado Mineiro e hoje é tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico.

O acervo, que começou a ser reunido em torno de 80 anos antes da inauguração do próprio museu, reúne mais de 2600 objetos, entre eles: móveis, pinturas, moedas, imagens sacras, armas e achados arqueológicos. Lá você também encontra gravuras e esculturas provenientes do acervo da Pinacoteca do Estado, que foi agregado ao Museu.

Av. João Pinheiro, 342, Centro.
Telefone: (31) 3269-1168
Aberto às terças, quartas e sextas-feiras, de 10h às 19h. Quintas, de 12h às 21h. Sábados e domingos, de 12h às 19h.

PRÉDIOS QUE COMPÕE O CIRCUITO CULTURAL PRAÇA DA LIBEERDADE - 2013

 

MEMORIAL MINAS GERAIS – VALE

147

Se você quer conhecer mais a fundo a história de Belo Horizonte, ou, sim, “interagir” com os personagens da Inconfidência Mineira, o Memorial Minas Geraisé o lugar ideal. Conhecido como um “museu de experiência”, real e virtual se encontram em ambientes que levam os visitantes a uma viagem no tempo, do século XVIII ao século XXI. Aqui, você pode conferir de perto obras de artistas ícones de Minas Gerais, como Sebastião Salgado, Guimarães Rosa e Lygia Clark.

O prédio, que antes abrigava a Secretaria de Estado da Fazenda, foi construído em 1897, e tem sua história contada em um dos 31 espaços de exposição, todos com mecanismo interativo de apresentação dos elementos da identidade mineira. Segundo o Circuito Cultural, o objetivo do Memorial é “destacar o patrimônio cultural e histórico mineiro como importante fonte de experiências e emoções”. O Memorial foi criado em 2010, por uma iniciativa da mineiradora Vale, que há 20 anos contribui para a preservação da Praça da Liberdade.

Praça da Liberdade, s/nº, esquina com a rua Gonçalves Dias
Telefone: (31) 3343-7317
Aberto as terças, quarta, sextas e sábados de 10h às 17h30, com permanência até às 18h. Quintas, de 10h às 21h30, com permanência até às 22h. Domingos, de 10h às 15h30, com permanência até às 16h.

148