Roteiros 22 de julho de 2015
Icoaraci, a 20 km de Belém, é centro de produção de cerâmica Marajoara

Quem aprecia artesanato não pode deixar de visitar Icoaraci, distrito de Belém a apenas 20 quilômetros da capital. Lá se encontra o mais importante polo produtor e divulgador de cerâmica Marajoara.

BELEM_MATERIA_Feira_Ceramica_Marajoara_Site_Promoart
Foto: Site Promoart

O artesanato Marajoara foi assim nomeado por ser típico dos índios que habitavam a Ilha de Marajó, a maior ilha fluvio-costeira do mundo, no período pré-colonial de 400 a 1400 d.C. Houve cinco fases de ocupação da ilha naqueles tempos, a Marajoara é a quarta fase e a que apresentou maior riqueza de entalhes e sofisticação das peças. Daí sua fama.

Este estilo de cerâmica é ímpar, sem igual, e se tornou peça de destaque na decoração das casas de bacanas do mundo inteiro. Os desenhos e cores usadas remetem ao sol, à lua, aos rios e montanhas e outros elementos da natureza. A antiga tradição, resgatada a partir de 1950 por dois grandes mestres ceramistas, Antônio Farias Vieira, o Mestre Cabeludo, e Raimundo Cardoso, Mestre Cardoso, ganhou foco da população local com o sucesso das vendas para os turistas: tudo o que produziam não parava nas prateleiras.

O ofício e as técnicas foram passados de pai para filho e se espraiando entre familiares, formando gerações de ceramistas. Jarros, pratos, vasos, cumbucas, esculturas de pessoas e animais são algumas dentre muitas peças produzidas com a argila encontrada às margens dos igarapés da região. Hoje Icoaraci concentra 90% dos artesãos que trabalham com essa arte e, para a nossa sorte, colocam suas obras à disposição para as nossas casas enfeitarmos.

Está em Belém? Vale um pulinho até lá!


ARTESANATO MARAJOARA

Onde encontrar: Comece pela Travessa Soledade, no bairro do Paracuri, em Icoaraci.