Responsabilidade Social

CONHEÇA A CHILDHOOD BRASIL

Em 2005, a Atlantica Hotels foi pioneira no Brasil ao reconhecer que no seu negócio hotelaria e hospitalidade poderiam ocorrer violações de direitos de crianças e adolescentes. Estabeleceu-se, então, um acordo de parceria com a Childhood Brasil e a adoção do Código de Conduta Atlantica Hotels para Proteção de Crianças e adolescentes contra a Exploração Sexual, desenvolvido conjuntamente  entre a organização parceira e os colaboradores. 

Desde então, a parceria cresceu com excelentes resultados: 14 mil pessoas, entre funcionários, ex-funcionários, fornecedores e hóspedes, foram informadas sobre a causa; apresentação da experiência Atlantica no 3º Congresso Mundial de Enfrentamento da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes; adesão ao  The Code (iniciativa internacional de apoio à indústria do turismo, para o enfrentamento da exploração sexual de crianças no contexto do turismo mundial); e como reconhecimento de sua atuação pela proteção da infância e adolescência, em 2012 recebeu o prêmio Neide Castanha, da Presidência da República.

 
Nossa missão é promover o Turismo Sustentável com atitudes de proteção a crianças e adolescentes, combatendo a exploração sexual. Todos os anos, promovemos ações voltadas aos nossos colaboradores, hóspedes, parceiros e investidores de forma que eles nos apoiem nesta luta, disseminando a causa, tão bem liderada pela Childhood Brasil, no país. Afinal, proteger crianças e adolescentes é um dever de todos nós”, afirma Paul J. Sistare, presidente e CEO da Atlantica Hotels.

O QUE É VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES?

A violência sexual pressupõe o abuso do poder onde crianças e adolescentes são usados para gratificação sexual de adultos. Meninos e Meninas podem ser induzidos, seduzidos ou forçados a práticas sexuais impróprias para a idade. Essa violação dos direitos da criança e do adolescente interfere diretamente no desenvolvimento físico, psicológico e social, causando danos muitas vezes irreversíveis. Este crime é caracterizado pelo Abuso ou pela Exploração Sexual. Entenda os dois conceitos a seguir:
 

ABUSO SEXUAL

Acontece quando uma criança ou adolescente é usado para estimulação ou satisfação sexual de um adulto. Essa violência frequentemente é praticada por uma pessoa com a qual a criança ou adolescente possui uma relação de confiança, e que geralmente participa do convívio. Pode ser imposto pela força física, pela ameaça ou pela sedução. Pode acontecer dentro ou fora da família, com ou sem contato físico.


EXPLORAÇÃO SEXUAL

É o uso de uma criança ou adolescente com propósitos sexuais, envolvendo troca por dinheiro, favores ou presentes. A exploração sexual da criança e do adolescente pode acontecer de diferentes formas, como tráfico de pessoas, por pornografia e sujeição de crianças e adolescentes à situação de prostituição. Pode também ocorrer em cenários diversos, como no turismo, nas rodovias e nas áreas de influência de grandes obras e na internet. E pode estar relacionado com redes criminosas, envolvendo aliciador que lucra intermediando a relação da criança ou adolescente com o cliente.

 

A Atlantica Hotels acredita que nenhuma exploração sexual de criança ou adolescente pode ser interpretada como consentida ou desejada. Por isso busca ampliar a consciência de todas as pessoas sobre este crime contra crianças e adolescentes e as formas de proteção. “Somos defensores deste importantíssimo tema e trazemos os valores do turismo sustentável em todos os nossos serviços, colocando os conceitos em prática, realmente”, enfatiza Dináurea Cheffins - Vice Presidente de Recursos Humanos da Atlantica Hotels.

Em todos os seus empreendimentos, a Atlantica Hotels implantou uma política corporativa que contempla o conhecimento do Código de Conduta do Turismo Contra Exploração Sexual Infanto-Juvenil por parte dos colaboradores. Os profissionais das diferentes áreas incorporam o Manual de Procedimentos e são constantemente treinados para ações práticas e prevenção. 

A Atlantica Hotels institui este Código de Conduta como referencial para a proteção de crianças e adolescentes contra a exploração sexual, nos seguintes termos:

a)  Proteger crianças e adolescentes da exploração sexual em todos os serviços e ações empreendidas pela Atlantica Hotels International e seus colaboradores.

b)  Implementar e disseminar para acionistas, investidores, clientes, colaboradores, e fornecedores, bem como para a comunidade local, a política corporativa.

c)  Inserir cláusulas específicas sobre o compromisso público da Atlantica de não tolerar a exploração sexual de crianças e adolescentes nos empreendimentos da empresa, nos contratos com operadoras nacionais/internacionais, agências de viagens e turismo.

d)  Estabelecer regras e procedimentos para serem adotados nos empreendimentos administrados pela Atlantica sobre o compromisso público da empresa com a proteção das crianças e adolescentes.

e)  Promover treinamentos permanentes para todos os colaboradores e terceirizados sobre turismo sustentável e proteção de crianças e adolescentes.

f)  Celebrar termos de compromissos específicos com os empreendimentos e/ou aditar contratos celebrados com os fornecedores a fim de declarar o compromisso mútuo contra a exploração sexual de crianças e adolescentes.

g)  Utilizar oportunidades de comunicação institucional interna e externa para disseminar o compromisso da AHI com a proteção de crianças e adolescentes.

h)  Publicar anualmente as medidas adotadas para cumprir com os pontos estabelecidos no Código de Conduta.


 

Em novembro de 2008, durante o 3.º Congresso Mundial de Enfrentamento da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes no Rio de Janeiro, a Atlantica Hotels oficializou em âmbito internacional o uso de um Código de Ética em suas unidades, ao assinar o The Code - Código Internacional de Conduta para a Proteção de Crianças da Exploração Sexual em Viagem e Turismo.

Esta ação apenas tornou o posicionamento da Atlantica conhecido internacionalmente, pois na prática a empresa já adotava as diretrizes de proteção à infância desde 2005.

 

CRITÉRIOS DE CÓDIGO DE CONDUTA - THE CODE
 

  • Estabelecer uma política ética comercial com relação à exploração sexual de crianças e adolescentes;
     
  • Treinar os departamentos e colaboradores para sobre a causa;
     
  • Inserir uma cláusula nos contratos com fornecedores garantindo a reputação comercial dos parceiros em relação à exploração sexual de crianças e adolescentes;
     
  • Fornecer informações aos hóspedes por meio de folders, websites e outros canais de comunicação dos hotéis sobre a postura da companhia quanto ao tema;
     
  • Fornecer informações sobre o assunto às pessoas-chave em cada destino de viagem;
     
  • Produzir relatório anual sobre as ações e resultados em prol à causa.

Desde 1999, a Childhood Brasil, parte da World Childhood Foundation, luta por uma infância livre de exploração e abuso sexual. Ela é um importante agente brasileiros na transformação e conscientização social para a prevenção da violência sexual contra crianças e adolescentes. A organização - que é internacional e foi criada, em 1999, por Sua Majestade Rainha Silvia da Suécia – conta com escritórios na Suécia, Alemanha e Estados Unidos, além da unidade brasileira. 

No Brasil a organização é responsável por mobilizar os recursos necessários para viabilizar os programas no país, envolvendo empresas, governo e sociedade civil para maiores resultados.Em 15 anos, a Childhood Brasil investiu R$ 42.4 milhões na causa, apoiou 127 projetos de 68 organizações, beneficiando mais de 1,5 milhão de pessoas, entre crianças e adolescentes, seus familiares e profissionais de diferentes setores.

Saiba mais sobre VIOLÊNCIA SEXUAL contra CRIANÇAS e ADOLESCENTES em www.childhood.org.br e seja você também um agente de PROTEÇÃO da INFÂNCIA!

RESULTADO DA PARCERIA ATLANTICA HOTELS E CHILDHOOD BRASIL DE 2005 a 2013:

A rede hoteleria, em 7 anos de parceria arrecadou para a Childhood Brasil junto a hóspedes, parceiros, investidores e fornecedores mais de R$3,7 milhões. Por meio deste investimento, a Atlantica Hotels ajudou a Childhood Brasil a atingir os seguintes resultados:

  • Mais de 1,5 milhão de crianças, adolescentes, familiares e profissionais beneficiados.
  • 127 projetos de 68 organizações recebem apoio técnico e financeiro.
  • Metodologicas desenvolvidas, testadas e disseminadas.
  • Políticas públicas e privadas com foco na proteção da infância contra a violência sexual.
     

Para exemplificar, abaixo demonstramos o investimento feito pela Childhood Brasil com a arrecadação total da Atlantica Hotels (R$648 mil) em 2012:

 

MUDANÇA DE POLÍTICAS PÚBLICAS

Projeto Depoimento Especial:

Desenvolvido em parceria com o CNJ - Conselho Nacional de Justiça e apoio do UNICEF. 
No Brasil, crianças e adolescentes – que sofreram algum tipo de violência/foram testemunhas de violência - são ouvidas no judiciário ainda como se fossem adultos. Isso gera uma “revitimização” da criança, que deve contar em frente a um grande numero de pessoas, o que lhe aconteceu – incluindo o próprio abusador(a)/causador(a) da violência - que grande parte das vezes - é uma pessoa próxima à criança.

Entretanto, o depoimento especial é uma escuta especial para crianças, que respeita o seu estágio de desenvolvimento e, muito importante, não a expõe a uma série de perguntas mal formuladas e não a coloca em frente ao próprio abusador ou a qualquer outra pessoa que não o entrevistador. Essa escuta é feita em uma sala especial, por um profissional capacitado em técnicas de entrevista forenses para crianças e adolescentes. Como consequência, a responsabilização dos agressores em uma comarca no sul do Brasil, que era de 3% (em salas comuns), nos fóruns capacitados para o depoimento especial agora chega a 70%.

  • Capacitou 250 profissionais do judiciário (técnicos e juízes) em tomada de depoimento especial de crianças e adolescentes.
     
  • Capacitou 50 entrevistadores em técnica de entrevista forense com crianças por meio de curso presencial ministrado pelo Centro Nacional de Defesa da Infância dos Estados Unidos (NCAC).

  • Formou 10 formadores para capacitação em entrevista forense pelo NCAC.

  • Formou 27 Supervisores Estaduais em Técnica de Entrevista forense pelo NCAC.

  • Fomentar a constituição e o funcionamento de um GT de Proteção à Criança, no âmbito das Secretaria de Direitos Humanos,  para estabelecer um Pacto para estabelecimento do nível e do fluxo de escuta da criança.
     

INVESTIMENTO EM ORGANIZAÇÕES LOCAIS

Programa Sementeiros: 
apoia técnica e financeiramente ONGs em todo o país que lidam com a causa, formando uma rede de experiências e ações contra a violência sexual.

AS PRINCIPAIS REALIZAÇÕES EM 2013:

  • Suporte técnico e financeiro para a organização ADEIS
  • Associação para o Desenvolvimento Integrado e Sustentável localizada em Manaus
  • AM para o Projeto Mobiliza: uma estratégia de prevenção à violência sexual contra crianças e adolescentes em comunidades de Manaus e Manacapuru - AM. 
  • ​Realização de oficinas com 210 adolescentes e 30 professores da rede de pública de educação a partir de12 anos de idade sobre sexualidade e a violência sexual.



PROJETO GRANDES EVENTOS E INFÂNCIA:

Realizado em parceria com a fundação internacional OAK, o programa tem como objetivos aumentar a visibilidade da causa no país no contexto dos grandes eventos – que movem muitas pessoas por todo o país - engajando o setor privado e influenciando ações nas cidades onde acontece o evento (Como o Mundial de Futebol, por exemplo), deixando um legado positivo para uma infância livre de exploração sexual.​

AS PRINCIPAIS REALIZAÇÕES EM 2013:

  • Lançado edital que seleção de projetos liderados por jovens com meta de mobilizar o público jovem para a prevenção da exploração sexual de crianças e adolescentes. Foram selecionados projetos em 09 cidades sede do Mundial de Futebol para promover a autoproteção, por meio das mídias sociais.
     
  • Realizado um workshop de alinhamento conceitual sobre violência sexual contra crianças e adolescentes com palestra de um jovem ativista para inspirar os demais jovens dos projetos.

CAMPANHA 18 DE MAIO

Os hotéis da Atlantica Hotels espalhados pelo Brasil recebem diversos materiais – folders, adesivos, bexigas e displays – para ajudar na divulgação do enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes.  As campanhas anuais intensificam a mobilização e o engajamento pela causa – informando aos hóspedes e solicitando doações no dia 18 de Maio, DIA NACIONAL DE ENFRENTAMENTO AO ABUSO E À EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES.

Campanha 18 de Maio em 2013
A campanha deste ano, que teve como tema Todos Juntos Em Uma Só Voz, ganhou mais força com a inclusão do projeto Pequeno Cidadão, formado pelos filhos dos músicos Arnaldo Antunes, Edgard Scandurra, Taciana Barros e Antonio Pinto.

Os que doaram acima de R$15,00 receberam um CD Música Que Transforma, do Pequeno Cidadão, os quase R$ 80 mil arrecadados foram integralmente repassados à Childhood Brasil. “Estamos engajados nos esforços de arrecadação financeira para a causa, pois há muito a fazer para a proteção da infância”, diz Dináurea Cheffins, vice-presidente de Recursos Humanos da Atlantica Hotels.

ARRECADAÇÃO DE RECURSOS/ DOAÇÕES

Sabendo da importância da parceria para ampliar a proteção da infância em todo o Brasil, a Atlantica Hotels decidiu dar um passo a mais e mobilizar recursos para os programas da Childhood Brasil. 

CAMPANHA 1 REAL
Convidamos nossos hóspedes a doar, e arredondar a sua conta em pelo menos R$ 1,00. É somente R$ 1,00 e você fará a diferença na vida de milhares de crianças e adolescentes brasileiros!

CAMPANHA "ARREDONDA"
Arredonde a sua conta nos hotéis e restaurantes da Atlantica Hotels e o valor da diferença será revertido para a Childhood Brasil.

COFRINHO NA RECEPÇÃO
Deposite qualquer quantia nos cofres instalados nas recepções de todos os hotéis da Atlantica Hotels

PRODUTO DO BEM
Adquira os produtos que tiverem o selo "Produto do Bem" no minibar dos apartamentos ou recepção dos hotéis - parte da renda é revertida para a causa.

AÇÕES NOS HOTÉIS
Engajados com a causa, durante o ano todo, as equipes dos hotéis organizam cafés da manhã, almoços, jantares e demais ações e eventos em prol da Childhood Brasil. 


 

A Atlantica Hotels recebeu em maio de 2012 no Congresso Nacional, em Brasília, o Prêmio Neide Castanha de Direitos Humanos, na categoria Responsabilidade Social. Concedido pelo Comitê Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes e pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, “o prêmio é um reconhecimento das iniciativas que geram coesão entre os nossos hotéis e do compromisso de nossos colaboradores contra a exploração sexual no turismo em todas as cidades onde estamos presentes”, afirma Dináurea Cheffins.

Você também pode fazer parte dessa causa. Veja como participar:

1) Priorize hospedagens em hotéis que protejam crianças e adolescentes.

2) Fale sobre causa da violência sexual contra crianças e adolescentes - Informar É Prevenir;
Saiba mais, acesse: www.childhood.org.br.

3) No check out arredonde sua conta - A diferença é 100% doada para Childhood Brasil.

4) Doe pelo menos R$ 1,00. É somente R$ 1,00 e você fará a diferença na vida de milhares de crianças e adolescentes brasileiros!

5) Deposite o valor que desejar no cofrinho localizado na recepção do hotel;

6) Consuma os itens com o selo “Produto do Bem” no frigobar de seu apartamento;

7) Doe pelo site www.childhood.org.br;

8) Denuncie casos de violência! Disque 100!
De qualquer lugar do Brasil (ligação anônima gratuíta) ou pela internet www.denunciar.org.br


CONTA CORRENTE PARA DOAÇÕES

Instituto Childhood Brasil
CNPJ: 03.653.644/0001-77
Banco Bradesco (237)
Agência: 2372-8
Conta Corrente: 8764-5